Cantiga à amiga negra

Foto: Jorge X


Se fosse um quadro,
uma moldura,
era loucura.

Mas é pureza
do que se chama
beleza negra...

Tão fino traço
que me embaraço
em curtos versos,
em curtos passos...

Tão belos lábios
que até o céu muda
daquele azul
se recompondo
em sua foto...

em sua foto
que céu reflete
e se escurece...
e se escurece.

Comentários

Elisia Santos disse…
Achei um máximo!
Lis
Obrigado moça, sua opinião é o máximo que espero.

Postagens mais visitadas deste blog

A Consciência Negra em Cordel na Escola

A Literatura de Cordel e a Influência Africana

Destrinchando a História da Donzela Teodora* - Um Clássico da Literatura de Cordel