Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Gira Mundo

Imagem
O efêmero da fêmea embriaga Vou eu nos descaminhos desses versos Se nesse mundo de hoje nada presto Empresto um pouco à noite a beleza...
Transpira feito dança a alegria Um tanto de embriaguês nunca mata Outro tanto a negritude sempre passa O que dela tem no jeito que balança...
A imagem é só parte desse todo Faz da Terra o mesmo gira a gira Levanta a boemia sonha zonza Quem sabe o mundo acorde noutro dia.

Aos Olhares

Imagem
Os olhos de lince lançam
Da fêmea o que os olhos caçam,
Do que estar por trás dos olhos,
Da visão mais afiada...


Os de lince lançam olhos
Frente a alguma arrebatada,
Com o brilho de passa mundo,
Com o rastro de passarada.

Os olhos caçam da fêmea
Sua beleza que laça,
Sem saber o que o olho caça,
Só a palavra anunciada:
Do que estar por trás dos olhos,
Da visão mais afiada.

Sentido

Se sou eu sendo outro
Presente passado
Com ferro de passar.

Sendo outro sou eu
Passado presente
Que esqueceu de dobrar.

Festa de Arte e Cultura de Itapicuru - 2012

Imagem