PARA MOÇA E A VIDA BAMBA


Foto: Fabiana Maia


A vida, essa corda bamba,
E esse equilíbrio da moça
Superando a força bruta,
A gravidade dos fatos...

A vida, esse belo samba,
E esse equilíbrio de acordes
Supera todo silêncio
Da gravidade dos fatos...

Lembro da moça nas lutas
E quem luta, luta sempre;
Desequilíbrio dos fatos
Para o equilíbrio da vida.

A vida que acorda em samba,
A vida que acorda a bamba
Na gravidade dos fatos
Que seu sorriso supera.

Comentários

.liuengel. disse…
Taí a foto e a moça traduzidos em versos.

Prazer Tolstói.

liu
Obrigado Liu, o prazer é todo meu em ter uma sensível e linda leitora como você.
VIVIANE disse…
Lindo!

O humor não é só uma um estado de espirito as vezes e quase sempre o rémedio.

Abraços!
Sempre orgulhosa de vc.

Postagens mais visitadas deste blog

A Consciência Negra em Cordel na Escola

A Literatura de Cordel e a Influência Africana

Destrinchando a História da Donzela Teodora* - Um Clássico da Literatura de Cordel