História de Índio



No buraco da chuva
Tem garça grande
E menino índio que no céu ande
Se pondo a perturbar.

O menino danado,
Sabendo que garça tampa buraco,
Jogou grande pescado
P'rá garça traçar.

Ela pescou peixe dourado,
Depois d'um pé só ficou...
Assim se acostumou,
Aí a chuva se criou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Consciência Negra em Cordel na Escola

A Literatura de Cordel e a Influência Africana